Deficiência

Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma doença neurológica crônica de causa desconhecida, descrita inicialmente em 1860 pelo médico francês Jean Charcot.

- Trata-se de uma doença "desmielinizante", isto é, leva à destruição da bainha de mielina que recobre e isola as fibras nervosas do Sistema Nervoso Central (principalmente o cérebro, o nervo óptico e a medula espinhal).
- As primeiras manifestações geralmente ocorrem entre 15 e 45 anos, sendo mais comum nas mulheres e nos indivíduos de raça branca.
- Sua forma mais comum de apresentação é em "surtos", ou seja, período de agravamento dos sintomas e em "remissões", que correspondem ao período de estabilização da doença.
- Não é uma doença contagiosa, nem hereditária.

Os sintomas usuais da Esclerose Múltipla são os seguintes:
- Fraqueza muscular em uma ou mais extremidades; dificuldade para andar; rigidez muscular.
- Sensação de formigamento e/ou adormecimento em partes do corpo; alteração de sensibilidade; dores articulares.
- Alteração de equilíbrio e coordenação motora; tremores; alteração de fala e deglutição. Neurite óptica que pode causar visão dupla, turvação visual, dor ocular e perda de acuidade visual uni ou bilateral.
- Perda de audição; zumbidos e vertigens.
- Incontinência ou retenção urinária e/ou fecal; impotência sexual.
- Fadiga intensa- depressão.

O diagnóstico normalmente é feito através de uma história clínica detalhada, associada ao exame clínico e neurológico completos e confirmado por 3 exames complementares basicamente:
- Não existe cura para a doença.
- O uso de medicamentos procura diminuir o número e a intensidade dos surtos, minimizando assim as seqüelas.
- Um tratamento reabilitacional adequado pode melhorar a qualidade de vida do portador de Esclerose Múltipla.
- Não é uma doença fatal e a perda total de movimentos é muito rara, mesmo nos casos progressivos.

Saiba Mais
A respeito da Esclerose Múltipla, consulte a ABEM- Associação Brasileira de Esclerose Múltipla, criada em 1984, com o objetivo de apoiar o portador de EM e seus familiares; difundir informações técnicas entre médicos e paramédicos; estimular a pesquisa e os estudos sobre a doença.

A ABEM oferece:
Fisiatria, Fisioterapia, Terapia Corporal, Psicoterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Assistência Jurídica e Serviço Social.

Material informativo:
Informabem (jornal). Um livreto para Fisioterapeutas, livro "Esclerose Múltipla - Manual para pacientes e suas Famílias", de Dr. Roberto Meralagno Filho e Vídeo Saúde Brasil.

ABEM - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESCLEROSE MÚLTIPLA
Rua Demóstenes, 283 04614-011 Campo Belo, São Paulo, SP
E-mail: abem@abem.com.

Sites Adicionais
Existem na Internet mais de 150.000 sites em português/espanhol (36.500.000 em inglês - multiple schlerosis).
Se quiser iniciar agora mesmo suas consultas, poderá usar as seguintes URLs:

www.abcdasaude.com.br/artigo.php?185
www.abem.org.br
www.drauziovarella.com.br/entrevistas/emultipla.asp
www.bayerscheringpharma.com.br/site/homem/esclerosemultipla.fss
www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/setembro2004/ju266pag05.html
www.connectmed.com.br/amb/novo/projeto_diretrizes/esclerose_multipla.pdf
www.hospitalar.com/saude/sa1276.html
www.entreamigos.com.br/textos/deffis/esclmu.htm

Médicos e outros profissionais interessados

Pesquise mais por meio do GOOGLE
www.google.com.br

página (deficiências)
para cima